Tel: (13) 3222.3311 13 97411.1629

Ronco é uma condição progressiva

Curiosidades
Não existem números exatos sobre quantas pessoas no mundo roncam. Estamos dormindo enquanto roncamos e, se ninguém nos avisar, provavelmente ficaremos sem saber se roncamos ou não.

Algo muito importante que devemos saber é que de fato quem ronca, definitivamente, não é normal. É um sinal (sonoro, aliás), que nosso organismo emite, nos avisando de que algo está errado.

O ronco ocorre devido ao estreitamento da passagem aérea na garganta. Como o espaço fica muito diminuído, a passagem do ar durante a respiração faz com que os tecidos vibrem, provocando um barulho típico.

O problema maior é que, muitas vezes, não ocorre somente a diminuição do espaço. Em algumas situações, o espaço fecha e simplesmente não conseguimos respirar. Mas calma, ninguém vai morrer de falta de ar: nosso organismo faz com que a gente acorde (bem superficialmente, nem percebemos) e voltemos a respirar. Isto é chamado de apnéia obstrutiva do sono.

Apesar de não morrermos de falta de ar, estas pequenas pausas respiratórias deixam marcas no nosso organismo ao longo do tempo. Estudos mostram que podemos ter problemas cardíacos graves, acidente vascular cerebral (AVC, mais conhecido como derrame), alteração da pressão arterial e até mesmo morte súbita.

Algumas pessoas somente roncam, não têm apnéia. Mas atualmente sabe-se que a condição é progressiva. Quem somente ronca hoje pode ter apnéia amanhã e num futuro ter graves complicações na saúde. Se você conhece alguém que ronca, avise que a condição é perigosa e que é necessário tratar. Afinal de contas, à longo prazo, apnéia mata.
Curtiu? Espalhe
Comente


Agende sua consulta
de avaliação
Endereço
Rua República do Peru, nº 56
Ponta da Praia - Santos/SP
11030-290

Como chegar?
Entre em contato
conheça a la santé
Levando sempre o melhor da odontologia aos nossos pacientes.